sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Entrevistando a Miss Tatiana Gaião



Recentemente a Miss Plus Size Carioca Tatiana Gaião posou nua em um ensaio da revista norte americana Plus Model Magazine, mostrando suas curvas e poder de uma mulher plus size. O evento teve tão grande importância, supresa e reconhecimento que acabou chamando a atenção do Jornal Extra do Rio de Janeiro.

No mês de setembro ela viajou para Nova Iorque para fazer um ensaio foi com a fotógrafa Victoria Janashvili conhecida por seus cliques ousados , e foi tão bem sucedido que a revista de moda americana Plus Model Magazine pediu sua permissão para postar as fotos na mesma. A foto de Tatiana Gaião faz parte de um ensaio para celebrar a campanha Love Your Body que é celebrada nesse mês de outubro.


Sobre a foto e o ensaio, Tatiana diz: “Adorei a proposta dos cintos no corpo, marcando ainda mais as gordurinhas … O que muitos dizem ser imperfeição para mim é sinônimo de uma mulher com a autoestima elevada!!!”

Mas não é de hoje que esse mulherão é destaque não. Após virar Miss no concurso Miss Plus Size Carioca de 2010, ela participou de catálogos de grandes lojas, desfilou no maior evento plus size do Brasil, o FWPS em SP e também escreveu o livro “Da depressão às passarelas, subindo os degraus da autoestima”, que já vendeu muitas cópias.



Você escreveu um livro que fala de autoestima. O que te motivou a escrever esse livro?
Tati Gaião: Perceber que deixei de ser mulher deprimida e virei referencia de autoestima elevada para muitas mulheres em todo o país, depois que me fui eleita Miss. Muitas mulheres me procuravam, perguntando por conselhos e quis mostrar com minha história que se eu superei um trauma, qualquer mulher também poderia superar.

Como é ser uma modelo plus?
Tati Gaião: Não é fácil e nem sempre é uma vida de glamour como as pessoas de fora geralmente pensam. Eu amo fazer o que faço mas, mais do que ser modelo de roupas, quero ser modelo de amor próprio para o público que me segue.

Alguma vez teve alguma situação que te fez querer desistir?
Tati Gaião: Sim. As fofocas, episódios de inveja e vaidade excessiva, o mercado restrito e muita gente querendo se dar bem em cima do sonho das gordinhas, me entristece e muitas vezes me desanimaram a ponto de pensar em desistir. Ainda bem, que o carinho das pessoas que me seguem é muito maior do que qualquer coisa e eu sigo firme e forte!

Muitas mulheres querem mostrar suas curvas em biquínis, lingeries..., mas não tem coragem ou sentem vergonha. Como você pensa essa questão?
Tati Gaião: Toda mulher tem seus traumas. Acho perfeitamente normal as mulheres terem vergonha de expor as celulites ou gordurinhas. Se eu disse que sou completamente livre de neuras, é mentira! O que não pode é fazer disso motivo para deixar de viver, deixar os prazeres da vida de lado. Se eu não to satisfeita, corro atrás pra tentar melhorar, mas não deixo de viver enquanto não alcanço meu objetivo. Aprendi isso com o tempo, não foi fácil pra mim e não será pra ninguém. Só não pode desistir!



Você é vaidosa, elegante e passa muita autoconfiança para todas as pessoas que te acompanham. Você sempre foi assim?
Tati Gaião: Sempre fui assim. Houve períodos que a autoconfiança não era como hoje, mas a vaidade e meu jeito de me vestir e meu jeito de me portar sempre foram assim. Gosto de me vestir bem, gosto de coisa boa, mas também adoro uma pechincha! Se vestir bem não é questão de ter dinheiro. Você tem que ter bom senso e ser original, autentica!

De que maneira você busca diariamente trabalhar a sua autoconfiança?
Tati Gaião: Cuidando de mim. Dizer que eu não como besteira e pego pesado nos exercícios não é verdade (Risos), mas eu procuro fazer minhas caminhadas, procuro estar sempre de bem com a balança (coisa que não é nada fácil...) e principalmente, procuro estar sempre bonita pra mim! Estar bonita para os outros é uma consequência de me sentir bonita e bem comigo mesma.

Você acha que a vida de uma modelo plus é mais fácil ou mais difícil do que de uma modelo magra?
Tati Gaião: Nunca fui uma modelo magra pra saber quais são as dificuldades que elas enfrentam... Mas acredito que temos mais obstáculos a vencer no que diz respeito a quebra de padrões e mercado de trabalho.

Dê uma palavra para as leitoras Plus Size na Moda:
Tati Gaião: Que vocês se amem de dentro pra fora e se conscientizem de que não precisam ser modelo ou carregar uma faixa de Miss para se sentirem bonitas e valorizadas. Cada uma tem sua beleza individual e ninguém é igual a ninguém. Por isso, não se comparem. Você é única! 



Obrigada Tati por essa entrevista. Suas palavras foram para ensinar a muita gente a amar-se como é. Lindas palavras. Sucesso sempre!

Fotos: Arquivo pessoal.




                                                               Bjinhos


                                                                                  Ana Paula Holanda
 
 

Um comentário:

  1. Olá!
    Vi teu blog hj pela primeira vez e amei.
    E por coincidência fiz um post hj sobre o concurso de miss plus size.
    Dá uma conferida lá.
    Ah vc escreve mto bem!!!

    bjos!
    http://castro-pri.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir