quarta-feira, 17 de abril de 2013

O Rio ganhará Museu da Moda




O Rio de Janeiro ganhará um museu direcionado totalmente para a moda. O projeto do Museu da Moda deverá ser instalado na Casa da Marquesa de Santos, em São Cristovão, e está mais perto de sair do papel. Segundo a Secretaria estadual de Cultura, o terreno em torno do imóvel que pertenceu à Marquesa de Santos está sendo desapropriado.

A ideia é construir dois anexos: o primeiro lembrará a história da indústria têxtil e o segundo terá uma unidade do projeto Rio Criativo.
 

O objetivo da iniciativa é consolidar a vocação têxtil da região, que concentra grande parte da indústria do vestuário na cidade do Rio. A área contabiliza mais de 335 empresas, além de 2,6 mil trabalhadores.  A restauração total da casa do século 19 vai custar R$ 15 milhões para abrigar instituição inédita no país. O Museu da moda é uma criação de Adriana Rattes da Secretaria de Cultura do RJ com a assistência de Luiza Marcier.

De acordo com dados da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), a região administrativa de São Cristóvão, que inclui ainda Mangueira e Benfica, é a segunda que mais emprega profissionais do setor da Moda no município.


No intuito de impulsionar o Arranjo Produtivo Local da Moda Carioca de São Cristóvão, que acomoda grandes marcas cariocas que estão na área, empresas reconhecidas internacionalmente e nacionalmente, o projeto, que tem parceria do Instituto Zuzu Angel, Fundação Getúlio Vargas e o Sebrae, inclui ainda a instalação de 20 incubadoras de empresas, mais ateliês, lojas e restaurantes.

CURIOSIDADE:
O nome verdadeiro da Marquesa de Santos era Domitila de Castro Canto e Melo. Ela foi a principal amante de Dom Pedro I. O palacete do Rio de Janeiro, construído em 1826, foi um presente do imperador.


 Bjinhos

Ana Paula Holanda


Nenhum comentário:

Postar um comentário