terça-feira, 13 de agosto de 2013

Entrevistando a modelo plus size Marcia Saad



Foto de Marcelo Ringo

Ela é uma das modelos mais famosas do Brasil. Já apareceu em vários programas de tv, revistas, jornal e editoriais de moda, além de desfilar em vários eventos importantes da moda plus size brasileira.

Modelo plus size a quase 3 anos, com 40 anos, Marcia Saad mostra que a beleza não tem idade. Nascida e criada na cidade de São Paulo, ela é  mãe de dois adolescentes e professora, mas hoje dedica-se somente à carreira de modelo plus size.
Linda, com um rosto que chama a atenção de qualquer pessoa, eu por sinal fiquei hipnotizada na primeira vez que a vi de perto, é uma das modelos mais requisitadas, bem pagas e famosas modelos plus size brasileira.

Conversando com ela, fiz algumas perguntas para que nossos leitores conheçam mais um pouco dessa linda mulher.

Foto de Alex Pasqualle


Quando e como você iniciou a sua carreira?
Marcia Saad: Minha história com o mundo da moda vem de longa data. Quando tinha 15 anos, já sonhava em ser modelo. Na época, eu não era gordinha, mas nem de longe tinha um corpo magro e esguio como o mercado exigia. Mas meu sonho sempre falou mais alto, então fui à luta. Procurei absorver o máximo de conhecimento sobre a profissão, fiz diversos cursos de modelo e manequim. Ao mesmo tempo, me submetia a dietas rigorosas para tentar me encaixar nessa indústria competitiva. E, apesar de todos elogiarem o meu talento e desenvoltura, quando surgia uma oportunidade de trabalho minhas medidas gritavam mais alto. E, pouco a pouco, por pura pressão dessa ditadura da magreza, acabei desistindo. Não tive condições físicas nem psicológicas para mudar, de fato, quem eu era. E acabei dando continuidade a minha vida, procurando novos objetivos até que descobri o mercado plus size. No começo, passei a acompanhar tudo como consumidora para saber sobre moda e tendências, era como resgatar um pedacinho do sonho que tinha ficado no passado. E essa curiosidade me levou a mandar um e-mail para uma jornalista bastante envolvida no mercado. No começo, busquei mais informações sobre o plus size e pouco a pouco me vi novamente com um brilho nos olhos e, quem sabe, a possibilidade de retomar aquele sonho adormecido. Essa jornalista começou a me dar algumas dicas e, se não bastasse, mostrou minhas fotos para outras pessoas da revista em que trabalhava. Pouco mais de uma semana e eu já estava fotografando o meu primeiro editorial de moda e não parei mais. Hoje, me sinto feliz por saber que minhas curvas e minhas medidas não são empecilhos para a realização dos meus sonhos.

Marcia com 15 anos - foto: arquivo pessoal


Você encontrou alguma dificuldade?
Marcia Saad: Como passei anos fora do mercado da moda, é natural sentir dificuldades no começo, relembrar as lições do passado e, principalmente, adaptá-las para um novo biotipo. Mas todo conhecimento que adquirimos fica guardadinho, só esperando para ser reutilizado, né!? Então, com o tempo fui buscando essas referências e experimentando, literalmente, nos trabalhos com o plus size. E foi uma descoberta muito interessante. Um momento único para conhecer o meu próprio corpo e os seus limites. Treinei muito na frente do espelho, estudava minuciosamente desfiles e making off de modelos na Internet e comprava revistas e mais revistas femininas para aprender poses e expressões em editoriais de moda. E depois, adaptava tudo isso para os meus próprios trabalhos dentro do plus size. E esse aprendizado nunca para. Ainda me pego olhando vídeos e editoriais de moda porque sempre tem algo novo para aprender, reciclar ou reinventar.

Foto de Carlo Locatelli


Você acha que o mercado plus size melhorou nesses últimos anos?
Marcia Saad: O crescimento do plus size é nítido. O mercado, enfim, começou a enxergar aquelas consumidoras tão carentes e ignoradas. Prova disso é lembrar como era difícil nos vestirmos há 5 ou 10 anos. Hoje, temos mais variedade, mais lojas disponíveis, mas ainda não vivemos dentro de um mercado ideal. A oferta aumentou, mas ainda existem necessidades não atendidas e estilos que precisam ser criados ou com mais opções. Ainda sinto falta de moda e não só de roupas. Temos um longo caminho a percorrer, mas tenho certeza que um dia iremos conseguir ter um mercado tão amplo e diversificado quanto o da moda convencional. E sabemos que muitas marcas já estão trabalhando para isso.

Foto de Alestudio


O que você acha que pode melhorar?
Marcia Saad: Tudo pode e deve ser melhorado sempre, principalmente quando falamos do mundo plus size, que um é mundo novo, cheio de possibilidades e que pode ser rico e muito “glamouroso”! Estamos em fase de desenvolvimento, o que com certeza é um momento muito importante para a história da moda que estamos escrevendo, mas precisamos de ajustes e muito aprendizado. Todo o segmento, estilistas, empresários, blogueiras, modelos enfim, toda a engrenagem que faz o mercado funcionar está se aprimorando, buscar conhecimento fortalece as bases. Neste momento precisamos cada vez mais de profissionais especializados e gabaritados!

 Foto de Carlo Locatelli


Como está a sua carreira hoje em dia. Dá pra viver só modelando?
Marcia Saad: Acho que está numa ótima fase! Quando olho para trás valorizo cada acontecimento, cada degrau, estou construindo uma carreira e acredito que o melhor ainda está por vir! Me orgulho muito deste momento que estou vivendo, servir de exemplo para mulheres que buscam se descobrir e se valorizar é uma grande motivação!
Sou uma mulher de duas paixões, lecionei por vários anos, mas desde que comecei a atuar na profissão de modelo percebi o quanto é crescente este mercado e o quanto minha carreira necessitava de minha dedicação permanente. Durante quase dois anos tentei conciliar tudo, até que ficou difícil e acabei abrindo mão de minha primeira profissão para me dedicar a de modelo, o que tem me feito muito feliz e realizada. Os cachês ainda não são nem de longe, como deveriam ser, mas me preparo e me profissionalizo cada vez mais, pois acredito que assim contribuímos para o crescimento e desenvolvimento do mercado. E se cada um fizer o seu melhor, teremos cada vez melhores resultados e por consequência poderemos falar em valores mais justos.

Foto de Katia Ricomini


Você já enfrentou algum problema na sua carreira por conta da sua idade e por ter filhos?
Marcia Saad: Meus filhos já são adolescentes e têm vivido comigo cada conquista, se orgulham do meu trabalho, tanto quanto me orgulho deles!
No dia a dia ainda precisam muito de mim, portanto procuro me organizar de forma a conciliar meu trabalho e ter tempo pra acompanhá-los no que for possível! Amo estar com eles e poder viver toda a alegria que irradiam, me mantém jovem, me dá energia!
Se minha idade real é a que esta dentro de mim, nos meus sonhos, anseios e paixões, posso dizer que estou na flor da idade! E isso reflete com certeza no meu trabalho, meus clientes se identificam com a imagem de mulher segura, madura e muito feliz!


Um recado de Márcia Saad para as leitoras:

Marcia Saad: Meu recado para todas as mulheres (sejam elas gordinhas, magrinhas, altinhas, moreninhas...não importa!), é o de que devem se olhar mais no espelho, ver além do que a aparência mostra, se descobrir, revelar seus pontos fortes, sejam eles quais forem: Um cabelo brilhante ou de corte arrojado, dentes maravilhosos, um belo colo, pernas bem torneadas, unhas impecáveis...Seja lá o que for, valorize suas qualidades e se descubra uma mulher feminina, vaidosa e encantadora!
Mas um contagiante sorriso nos lábios e muita energia positiva vibrando a sua volta são suas principais armas! São infalíveis! Porque pra mim ser bonita é ser FELIZ!!!


Linda não? Sou fã dessa mulher maravilhosa. Uma Diva!

Espero que vocês tenham gostado de conhecer mais um pouco dessa que é uma das maiores modelos plus size brasileira. Eu amei conversar com ela.
Marcia, muito obrigada pela sua atenção e entrevista. Você é linda e carinhosa como sempre.

Bjinhos.

Ana Paula Holanda

Nenhum comentário:

Postar um comentário