terça-feira, 5 de novembro de 2013

Ser ou não ser gordinha, eis a questão.




Hoje vim falar sobre um detalhe que cria muitas dúvidas no mundo plus: o peso e o que isso significa.



O tamanho plus size na moda dita é o tamanho grande acima de 42. Ao certo teria que ser acima de 44, pois na tabela de tamanhos o 44 é G, mas muitas revistas, grifes e semanas de moda pelo mundo a fora encaram o plus size acima de 42.



Hoje vi uma coisa que me fez ter coragem de falar sobre algo que quero tocar a tempos, sobre emagrecer tendo status, trabalho e auto estima plus.

Aconteceu que uma pessoa perguntou a nossa querida Renata Poskus sobre ela ser uma gordinha e que está emagrecendo, justo ela que é uma mulher que tem o maior blog e evento da moda plus size, que são o blog Mulherão e o FWPS.



Isso me fez querer falar sobre o que me acontece e o que o excesso de peso traz em minha vida. Vamos lá:



Fui uma criança magra até os 8 anos. Tive que tomar vitaminas e abridores de apetites que me deixaram com uma fome enorme, fazendo com que eu engordasse demais até os 10 anos.

Aos 10 anos emagreci, e aos 11 voltei a ser magérrima.

Me mantive magra até os 21 anos, quando comecei a tomar contraceptivo oral e engordei 10 kg após 5 meses tomando o mesmo. 





Fui engordando até chegar ao peso de 90 kg, peso que eu tinha a 4 anos atrás, antes de minha segunda gravidez. Foi aí que o meu problema começou. Pulei dos 90 kg ao 99 kg em menos de 2 meses no final da gestação que me fez, junto ao estresse, ter diabetes gestacional.

Aí me vem a pergunta: engordei só 9 kg numa gravidez inteira e tive diabetes? Sim, pois tenho histórico familiar de diabetes e o estresse que tive durante toda a gravidez me fizeram ficar doente.



Graças a Deus a diabetes se foi, e depois descobri ter resistência insulínica (excesso de insulina no sangue, graças ao diabetes, que se foi mas deixou rastros).

E o que acontece com o corpo com essa bendita resistência insulínica? O corpo produz insulina em excesso, sobrecarregando o pâncreas e causando a falta futura da insulina, que ocasiona o diabetes permanente.





Como tratar? Exercícios, alimentação adequada a resistência insulínica, em alguns casos remédio, controlar o estresse e PERDER PESO. Isso, perder peso, exatamente a porcentagem de 5 a 10% do total do peso pra mesma começar a estabilizar, e depois chegar a um peso considerável.



O corpo é uma máquina de calcular impressionante, não tem como explicar. Vejo muitos gordinhos acima de 110 kg dando um banho de energia e saúde em muitos magros de 50 kg, mas nem todo corpo é igual. Como também vejo gordos terem problemas de saúde e não são tão grades assim, como é o meu caso. Pra mim, chegar aos 110 kg não me fez bem. Vivo com uma bomba relógio em meu corpo pronta pra estourar, por conta de meu histórico familiar do diabetes, então não posso abusar.



Amigos, o que eu quero dizer é que nem tudo o que reluz é ouro. Representar uma forma de vida não quer dizer que temos que ser como representamos, pois temos uma série de fatores que nos leva a ser positivo ou negativo nisso.

Tenho que emagrecer uns 30kg pra ser “saudável” (entre aspas pois não sabemos como será o nosso amanhã) pelo resto da vida, mas não significa que deixarei de ser plus, NÃO. Com 30 kg a menos serei 46 GG (de Grande Gostosa), mas continuarei sendo plus. 




Continuarei a ter a alma e as curvas plus, pois isso eu não largo jamais. Depois que comparei uma foto minha magra com uma de meu primeiro book, gente, que diferença! Estou muito mais bela acima de meus 46. Mas tenho que lapidar tudo pra estar com a saúde em dia, então 46 e 48 são os meus tamanhos ideais.



O que acontece com a Renata Poskus e com muitas pessoas no mundo plus que estão emagrecendo é o estado de saúde física delas, como o meu caso. Muitas mulheres são grandes, mas tem saúde de ferro. E outras nem sempre.

A Renata, para quem não sabe, tem um problema de saúde que faz com que ela tenha que emagrecer para ter o peso ideal e deixar de ter esse incomodo. Ela tem históricos de doenças na família (como eu) que o excesso de peso ajuda a trazê-los para ela.



Com o passar do tempo vou postando algumas coisas aqui sobre saúde e bem estar para vocês irem acompanhando e postarei a fundo sobre o que é Resistência Insulínica, Diabetes e Síndrome Metabológica, todos ligados ao descontrole hormonal.



Por favor, não se zanguem se me verem mais magra por aí. Lembrem-se que eu estou me livrando do peso dos problemas dessa bendita doença que nem gosto de falar o nome. Torçam por mim pra que tudo dê certo. GG EU SOU!


O mundo plus é nosso e vamos continuar valorizando as curvas de qualquer forma. Vamos mostrar que somos lindas como somos, pois o que importa é a auto-estima.

A moda é para todos!

Bjinhos

Ana Paula Holanda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vitrine PSNM